Buscar
  • forumsolucoescovid

eSPORTS: COMO O ESTADO DE SÃO PAULO TRABALHA PARA FOMENTAR A MODALIDADE

Atualizado: 1 de Out de 2020


Somente em 2019, o mercado de jogos eletrônicos movimentou uma quantia aproximada de US$ 1,1 bilhão. E a estimativa para 2020 é ainda mais animadora: US$ 1,5 bilhão. Mas, afinal, como explicar todas essas cifras? De forma simples e direta: a audiência. Durante todo o ano passado, 453,8 milhões de pessoas no mundo assistiram aos campeonatos de games (16,3% a mais do que em 2018).

Dentro desse cenário, o Brasil possui hoje a terceira maior audiência global, atrás apenas da China e dos Estados Unidos. Dito isso, é inegável a importância que a modalidade vem ganhando dia após no mercado nacional, e se faz necessário o debate e a criação de ações para fomentar e potencializar o efeito dos jogos eletrônicos no País.

Para o secretário executivo da pasta de Esportes do governo do estado de São Paulo, Marco Aurélio Pegolo dos Santos (o Chuí, do basquete), os eSports já são uma realidade em todo o mundo e os gestores públicos têm a obrigação de estudar e acompanhar o segmento. “Em resumo, quando uma modalidade surge, estamos falando de novas oportunidades, emprego, renda, inclusão social e tantos outros benefícios”, afirma.

Segundo ele, há formas interessantes do governo agregar com a modalidade. “O incentivo foi nosso primeiro passo, o diálogo, admitindo que em algumas ocasiões não temos o conhecimento integral sobre um tema. Nós já detectamos esse crescimento, conversamos com muitos integrantes do setor para implantar uma competição organizada pela Secretaria de Esportes do Estado, o que deve sair do papel até 2021, integrada oficialmente ao nosso calendário de competições e eventos”, revela.

Ainda de acordo com Chuí, trata-se de um setor altamente organizado, tecnológico e com grande capacidade de atrair patrocínio e renda de variadas maneiras. “Inicialmente, temos muito a aprender, a ouvir e estabelecer parcerias. Integrar, compreender e auxiliar são sempre funções primordiais para nós que trabalhamos diretamente com esportes”, diz.

Regulamentação: sim ou não?

Uma das perguntas que mais dividem opiniões no segmento é sobre a necessidade ou não de regulamentar o setor e quais os benefícios e desvantagens disso. Para Marco Aurélio, é preciso ter cuidado.

“A regulamentação é importante em muitos casos, porém, pode trazer limitações de acordo com a forma como ocorre esse trabalho de estabelecer e aprovar leis. Em São Paulo, acreditamos na força do trabalho das pessoas e no poder de uma agenda liberal, onde o Estado não interfira em tudo o tempo todo. Caso o setor entenda ainda assim que uma regulamentação específica seja de fato importante, estamos de portas abertas sempre para auxiliar e, claro, levar aos órgãos competentes do Poder Legislativo”, afirma.

Torneios no Ibirapuera e Pacaembu

Se no exterior os eSports vêm crescendo exponencialmente, exigindo até espaço para torcedores, no Brasil já se pensa na possibilidade de adaptar esse sistema às praças esportivas locais. O Complexo Esportivo do Ibirapuera está em processo de concessão, e as novas estruturas vão atender aos eSports, bem como as obras já iniciadas do novo estádio do Pacaembu preveem soluções para jogos eletrônicos. “Entendemos que não é mais possível pensar novos espaços esportivos sem incluir esse setor”, admite o secretário executivo de Esportes do estado paulista.

Sobre o Fórum

Realizado pela FPEFIT, o Fórum Soluções Covid-19 – eSports acontece nos dias 16, 23 e 26 de outubro. Totalmente online e com inscrições gratuitas pelo site oficial (www.forumsolucoescovid19esports.com), o evento visa unir órgãos governamentais, entidades privadas e profissionais do setor para discutir e encontrar melhorias e novas oportunidades para o universo dos jogos eletrônicos no Brasil.

Para o nosso trabalho, informação é um combustível. O fórum auxilia decisivamente para que gestores de todos os setores, públicos e privados, tenham informação específica, números, demandas e possam então trabalhar com mais exatidão dentro de suas realidades. Vivemos hoje uma verdadeira revolução ligada à comunicação. A internet, as redes sociais, os games e o stream, alteraram profundamente e para sempre a vida dos bilhões de pessoas no planeta, direta ou indiretamente”, finaliza Chuí.

Acesse nossos Canais: https://linktr.ee/forumsolucoescovid19esports

Telegram: http://t.me/forumc19esports

Facebook: https://www.facebook.com/F%C3%B3rum-Solu%C3%A7%C3%B5es-Covid-19-Esports-101223331722818/

Instagram: https://www.instagram.com/forumsolucoescovid19esports/

Twitter: https://twitter.com/forum_esports

#forumsolucoescovid19esports @forum_esports #forumesports @forumsolucoescovid19esports @gamers #gamers @esporteseletronicos #esporteseletronicos @fpefit #fpefit @crefsp #crefsp

10 visualizações0 comentário
  • facebook
  • instagram
  • Twitter
  • telegram

@2020 BY FÓRUM SOLUÇÕES COVID-19 – eSports